Se dando bem na estrada....


"Excuse me, cause I might drink a litlle bit than I should tonight..."

Eu li num blog, no ano passado, um post que dava dicas de azaração nas viagens, principalmente nos mochilões e estadia em hostels. Eu acho bem legal ficar em albergues, a estrutura de muitos é sensacional, a localização é das melhores, os preços mais atrativos ainda, e as pessoas...bom, é um ótimo lugar para socializar e conhecer pessoas legais. As afinidades serão ou poderão ser muitas.

Para resumir um pouco o post que me fez dar muitas gargalhadas, vou colocar aqui as mesmas dicas misturadas com algum palpite meu. A linha do texto deles é: “E, vamos combinar, nada de puritanismo! No fundo, todo mundo quer!”.

Aprender a língua
Vai ser ótimo saber o básico na língua do local onde você está, tipo “oi”, “por favor”, “obrigado”, “com licença”, “sou modelo(a)”...etc. Para completar, afie bastante o inglês (língua padrão) para a comunicação de fato e o desenrolamento da noite.

Seja corajoso e extrovertido
Por mais que em casa você não seja nada confiante e extrovertido, nas viagens, bem distante do seu habitat natural, as pessoas costumam estar mais abertas às investidas do pessoal do albergue e afins. Até uma conversa com alguém do seu país pode ser interessante, ter um charme amais. Então, na medida do possível, solte mais as rédeas.

Finja estar perdido para começar uma conversa
Essa é muito boa, quase infalível. Quer conhecer alguém ou ao menos falar com alguém? Manda a conversa do “turista perdidão”. Mesmo que seja sua vigésima vez no lugar e que tenha um super mapa no bolso...pergunte!

Não fique discursando sobre suas peripécias
Coisa chata, não tem coisa mais chata do que alguém querendo ser o bonzão do pedaço, que já fez horrores e que é a pessoa mais divertida/louca/viajante/rica do universo. Tente impressionar de outra forma.

Banho! Sempre!
Não há o que comentar, não interessa se você está no inverno em Paris....banho! O perfume por si só não vai fazer milagre, muito pelo contrário, pode ferrar tudo de vez.

Tenha consideração com seus amigos mochileiros
Pra quem tem o costume de ficar em quartos comunitários, é de bem ter respeito pelos demais e não levar o “faturamento” da noite para um dos 30 beliches do quarto. O site sugere locais clássicos como (hahahaha): “lavanderias, terraços desertos ou os bons e velhos chuveiros (afinal, banheiros costumam ter trancas!)”.

Não perca a noção!
Se partir para a 3° base, não se esqueça da segurança. Afinal de contas, ninguém pretende levar na mala além dos souvernirs, um bebezinho de troco.

Essa é a propaganda turística de North Dakota, nos Estados Unidos, na qual convida os turistas (homens, por sinal) para a "pegacione". O texto diz: "Bebidas, jantar, decisões. Chegue como convidado, vá embora como uma lenda. Comece sua jornada legendária ligando para...." 



Quer ver o texto integral? Clica aqui.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia