Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

Ibiza, na Espanha

Imagem
Loucura. Uma loucura que é difícil de acreditar e se preparar para enfrentar. Você lê e relê sobre Ibiza antes de partir, mas só tem noção do que é quando pisa nas terras daquela ilha encantada (e encantadora). Ibiza faz parte da Comunidade das Ilhas Baleares, você pode chegar até lá de avião (nas cias low cost) ou de ferry da Baleária que saem de Ibiza, Barcelona, da Mallorca, Valência, Formentera e Dênia. A língua falada é o catalão, então a maioria dos nomes das praias e lugares são grafados nesse idioma, como o próprio nome "Ibiza" que é o mesmo que "Eivissa". 
Toda ilha é divida em municípios, sendo Eivissa e Sant Antoni de Portmany os principais do arquipélago. Um fica imediatamente do lado oposto do outro. Eivissa cobre o lado sul e Sant Antoni, o norte. Uma grande dúvida de todos é escolher em qual dos dois se hospedar, já que ambos dividem as melhores boates e praias. Vou tentar ajudar escrevendo um pouco sobre cada um deles. A distância entre os dois é s…

Formentera, na Espanha

Imagem
Formentera é mais uma ilha-município da Espanha pertencente à Comunidade das Ilhas Baleares. Ela fica ao sul de Ibiza no mar Mediterrâneo, são cerca de 29 km que são feitos através de ferrys e catamarãs que saem de Ibiza e Dênia (uma cidade próxima de Valência). Parada mais que obrigatória a todos que vão a Ibiza. Dá para fazer passeios indo pela manhã e voltando no fim do dia, ou ainda, se hospedar e passar um (s) dia (s) na ilha. Eles também falam o catalão e no verão é ilha é completamente invadida pelos italianos.

A própria Baleária tem uns ferrys grandes que fazem o trajeto Ibiza-Formentera-Ibiza. A ida e a volta fica por volta dos 40 euros por pessoa. Ainda, existem outros barcos pequenos (Aqua Bus) que fazem a viagem por quase metade do preço, mas demoram um pouco mais de tempo para chegar, é o que eu poderia chamar de "low cost marítmo". Fomos nesse mais barato e se você tem problemas sérios de enjoo e náuseas, eu indico o ferry maior. A viagem no barquinho é com pu…

Caso: Besteira-food na estação de Sevilha

Imagem
Da Série Cuidado na Estrada




Último dia em Sevilha e depois do dia ter rendido mais do que devia (como sempre) estávamos atoa - perigo - e a Núbia deu a brilhante ideia de entrarmos na Zara que estava simplesmente na nossa frente numa rua perto do Hostel e com muitos cartazes de "Rebajas", num termo mais popular: liquidação. O plano era entrar na Zara (e em diversas outras lojas) somente em Madri que era a nossa última cidade e evitaria o sobrepeso - líquido e certo - nas mochilas & malas. Porém, estávamos atoas do pedaço e entramos na Zara "só para olhar" - até porque ela explora trabalho escravo e isso não é legal. Inevitavelmente levamos algumas peças. Pegamos nossas bagagens e seguimos de ônibus para a estação Santa Justa. 
Chegamos com 1 hora de sobra e nosso trem para a estação Atocha, em Madri, já apontava no letreiro. Nos sentamos nos bancos em frente a entrada da nossa plataforma e ficamos papeando um bocado. Desde antes da "sessão Zara" eu …

Sevilha, na Espanha

Imagem
Sevilha é a cidade que mais expressa tudo que o ritmo mais famoso da Espanha, o flamenco, traduz. É uma cidade que mescla o antigo com o moderno. Atravessando as pontes e chegando até os bairros mais periféricos a quantidade de casas de flamenco são imensas e a cultura cigana mais enraizada. O espanhol deles é um pouco diferente dos outros, é como se fosse o nosso sotaque aqui pelas diferentes regiões do Brasil.

Em Sevilha nos hospedamos no Oasis Hostel Seville, de longe um dos albergues mais legais que já fiquei. A localização era boa, as opções de atividades das mais variadas, a infraestrutura muito bacana, fora o terraço com uma piscina bem convidativa.

O sistema de transporte é mais do que completo, você tem opção de metrô subterrâneo e de superfície (bondes ou comboios), bicicletas para aluguel, táxis, ônibus coletivo, carruagens, aeroporto e ainda os trens de longa e média distância da Renfe. Como a maioria das ruas são bem estreitas, muitas vezes você terá que descer do ônibus…

Balada em Valência, na Espanha

Imagem
Como eu já escrevi, Valência é uma cidade muito gostosa de se viver. Tem um clima especial e no verão, ali em meados de julho, tudo conspira a seu favor. A noite, além de ter um clima gostoso, é muito promissora. Primeiro vá jantar ou fazer um esquenta com canãs e tapas (chopes e pestiscos) no Bairro del Carmen, principalmente pela Carrer de Quart e a Carrer de Cavallers. Em muitos dos barzinhos você ganha os tapas grátis só de pedir o chope. Sem falar que é cheio de gente andando pelas ruas, aquele climinha gostoso da feirinha da noite (típicas das cidades de praia no Brasil). 
Não é muito fácil achar opções de boates numa pesquisa na internet, então a dica é perguntar para o pessoal do hotel ou seguir as minhas dicas que eu super aprovei. Use os táxis para se deslocar (são baratésimos) e o horário de chegar na balada é meio tenso, como no verão os dias são mega longos (com pôr-do-sol pelas 21h), as coisas começam tri-tarde, tipo saia de casa as 2h da manhã, por favor. Ah, e nem se p…

Valência, na Espanha

Imagem
Valência é a Capital da Comunidade Valenciana, uma cidade que sabe muito bem misturar o passado com o futuro. Foi uma das cidades que mais gostei na Espanha, o clima nas ruas era ótimo. A principal língua falada, para a confusão dos seus neurônios, é o valenciano. Além de possuir o circuito urbano de Formula 1, o maior detalhe de lá é que eles também aderem à famosa pausa para siesta. Sim, depois do almoço tudo pára e o sono impera. Para nós turistas isso pode ser uma pedra no sapato, então entre 13h e 16h é melhor você se programar para ir visitar a Cidade das Artes e das Ciências que não segue esse costume à risca e mantém as portas abertas. 
Falando nela, a Cidade das Artes e das Ciências é um complexo cultural, todo divinamente projetado pelo arquiteto Santiago Calatrava e abriga o L'Hemisfèric (um cinema IMAX e um planetário), o El Museu de les Ciències Príncipe Felipe (um museu de ciências com muita interatividade), o L'Umbracle (um jardim meio aberto e meio fechado que…

Granada, na Espanha

Imagem
Granada é mais uma opção de cidade "bate e volta" na sua passagem pela Andaluzia, na Espanha. Ela fica pertinho de Sevilha, Málaga e Córdoba (use um trem da Renfe). Como as outras cidades dessa região, sofreu uma influência tamanha da cultura muçulmana, cristã e judia, fato notável na arquitetura, características dos moradores, costumes, moda, lojas e comidas. O sucesso do turismo cultural é garantido, já que foi tombada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. A Universidade de lá é uma das mais importantes do país e por isso reúne uma quantidade muito grande de gente jovem, o que aumenta potencialmente a qualidade da vida noturna. Não tive nenhuma experiência desse tipo por lá, então melhor não expressar nenhuma opinião. 
Muitos resumem Granada à La Alhambra, que é simplesmente o ponto turístico mais visitado de toda a Espanha (essa foi a maior curiosidade da viagem para mim). É um conjunto de fortificações e palácios onde residiam os monarcas de Granada. Ela fica no al…

Toledo, na Espanha

Imagem
Toledo é uma cidadezinha próxima a Madri (33 minutos de trem na Renfe) que consegue preservar sua maior característica: ser uma cidade completamente medieval. Ela é a capital da Cidade Autônoma da Espanha, a Castilla-La Mancha e em 1986 foi declarada Patrimônio Histórico da Humanidade. É banhada pelo Rio Tejo, o mesmo que chega até Lisboa. É impressionante! É como voltar séculos no passado e aterrizar em qualquer um desses filmes épicos. Como fica muito perto de Madri, é possível ir até lá num dia só e dependendo da sua disponibilidade de tempo, também é possível conhecer o principal em apenas um período do dia. É perfeitamente mais uma daquelas viagens "bate e volta", na qual você vai apenas passar o dia. 
Assim que chegar na estação de trem, pegue um ônibus para o centro da cidade (que é totalmente murada). A entrada é pela Porta de Bisagra, linda e maravilhosa. Passamos pela Catedral de Toledo, os detalhes em ouro do altar e o trabalho do teto são imperdíveis, pela Praça…

Cervejas II

Imagem
Continuando a brincadeira das cervejas...vou atualizar o catálogo com a certeza de que muitos outros tipos e marcas virão! Eita Alemanha, você me mudou mesmo!






Espanha: Spain, sem pain!

Imagem
Cheguei....cheguei de mais uma viagem impressionante. Impressionante pelo que vi, pelo que conheci e aprovei. Mais uma viagem até o velho continente, uma viagem minuciosa por uma série de cidades (não todas) da linda Espanha. Um país de uma diversidade descomunal, de proporções continentais, e que nem todos sabem, mas também possui uma Família Real até hoje. Eu confesso que sempre tive vontade de ir até lá, muita coisa me motivava: as histórias e fotos de pessoas que já foram, vídeos ou programas na TV e até o destaque dela no mapa múndi. Incentivos nunca faltaram, talvez uma oportunidade. Problema que foi devidamente, e ao seu tempo, resolvido.

Falando um pouco do que conheci daquele país, preciso dizer que me surpreendeu muito apesar da língua não ser tão assustadora assim. Na verdade mais ou menos, surgiram pelo caminho dezenas delas além do espanhol, como o castelhano, o valenciano, catalão...É possível sentir nas ruas o clima separatista que a Catalunya (cuja capital é  Barcelona)…

Balada em Paris, na França

Imagem
Lembra do tal do facecontrol que eu já citei centenas de vezes no blog? Pois é...parece que ele foi criado pelos franceses.  A dificuldade é tanta, mas tanta...que só posso dizer para que você capriche muito no visu. Uma das minhas experiências em Paris foi no Favela Chic, uma balada de donos brasileiros que, diferentemente do que se espera, atrai basicamente os franceses e demais gringos. Fui num outro lugar que tocava música  latina mas que infelizmente não consegui recuperar o nome. Ela é famosa e creio eu que também faça uma espécie de seleção na entrada, mas como estava com minha prima e chegamos falando muito português acho que “pulamos”, sem querer, a seleção natural. Mas é só um "achismo" pois nem reparei na fila (nessa época eu nem sabia desse esquema tenso de face control).
Depois de todas as minhas conversas com pessoas que já foram a Paris, que moram lá, brasileiros, estrangeiros e parisienses...eu só sei de uma simples coisa: mulheres sem salto e homens sem sapa…