Ihh choveu...



Hummm...hoje é um dia mais que maravilhoso para todo mundo que mora em Brasília, depois de 107 dias, cai um pouco de água do céu. Nossa, foi bem complicado, a gente só ouve falar do tal do desmatamento, e dessa vez entendi o que ele significa: respirar poeira invisível. Todo brasiliense vem com a mesma ladainha: “Eu nasci aqui, já tô acostumado com a seca”, mas durante esses três meses de sofrimento físico só vi gente reclamando, se queixando, morrendo...É está cada ano pior. Eu, filhinha do cerrado, admito.

A seca, além da moléstia, nos proporciona um dos efeitos colaterais mais legais de se ter: a vontade de sumir dessa cidade (no bom sentido). Quanto mais horas você conseguir ficar fora, mais sortudo é você. É aí que muita gente acaba se decepcionando com algumas viagens. A seca te faz delirar e por questões corporais e neurológicas a única coisa que passa por sua cabeça durante a estiagem é o oposto, a praia. No Brasil, praia é sinônimo de nordeste. E é aí que mora o perigo. 

Perigo sim, no maroto e pecaminoso nordeste brasileiro. Pouca gente sabe que em julho (mês das férias e início da desertificação), é o período de mais chuva nas praias nordestinas, da Bahia até a Paraíba. As agências de viagem borbulham pacotes para todas as capitais, quem estuda entra de férias e mais o quesito biológico (seu cérebro quase virando areia) só fica aqui quem não tem amigos, é pobre ou é o próprio calango.

Na minha família aconteceu em julho desse ano, uma historinha parecida com essa. Foram para Maceió e chegando lá o sol estava rebelde e a chuva tomou conta de praticamente toda aquela semaninha. Eles odiaram a viagem e, injustamente, a cidade. Eu tentei argumentar, defender, tentei explicar que isso já era mais que previsto. Mas foi em vão, cliente é fogo! eles querem ter sempre a razão, até quando a questão gira em torno do clima (eu pedi pra o meu tio mandar um memorando para Deus, mas a ideia não foi bem aceita). 

Um amigo pediu opinião sobre uma viagem em janeiro pela América do Sul, disse que queria passar, dentre outras, por Bariloche e Punta Del Este. Eu já disse que ia ser uma baita furada, esse mês não favorece nenhuma das duas cidades, em Punta não vai ser alta temporada e por isso vai ser equivalente a uma cidade fantasma; E Bariloche, a época de esqui é em julho/agosto, o que uma pessoa vai fazer em Bariloche sem neve? Preciso gastar mais linhas? 

Não é só porque você, a pessoa mais especial do mundo, decidiu embarcar de férias que o universo vai trabalhar para te dar os melhores dias do milênio. Chuva, frio, vento, furacão, enxente, vulcão...são fenômenos da natureza (lembra da aula de português?), são imprevistos! Não adianta jogar a culpa na pobre cidade ou na agência de viagem. A única coisa que dá pra fazer é planejar melhor as férias levando em consideração a região e a época do ano para diminuir os ricos ao máximo (porém eles sempre existirão); e no caso de chover na sua praia, é ter atitude positiva. Você já tá lá, vai fazer o que? Emburrar? Nesses casos, vale lembrar o que minha tia sempre dizia pra mim e meu primos quando alguém emburrava num dos parques da Disney: “Vaaaaale a pena....?” O resto da frase eu não sei porque nunca ninguém esperou ela passar disso.

Comentários

  1. eeiiiii....não me humilhe..eu fico aqui pq sou pobre é sou o próprio calango....mais sou repleta de amigos...horas már vc!!!kkkkk

    ResponderExcluir
  2. ahahaha...não quis fazer isso Anna...kkkkkkkk!!!

    ResponderExcluir
  3. Já passei pela mesma situação !!! Há muitos anos viajei com minha família pra Maceió em julho, e choveu TODOS os dias !

    ResponderExcluir
  4. Entãooo... aqui em casa foi SEMPRE assim... meus pais nunca conseguiam tirar férias em dezembro então sempre viajávamos (na vdd.. até hj é assim) em Julho! Esse ano tivemos muita sorte... fomos pra Fortaleza, passamos 7 dias lá e 3 em Jericoacoara... dos 10 dias que estivemos fora.. só pegamos chuva em um dia em Fortaleza, que coincidentemente foi usado para as compras! rsssss.... mas já tivemos muiiiitas experiências ruins... em 2002 qdo fomo para ilhéus ficamos 7 dias, 4 deles regados a MUITA chuva... qdo fomos pra joão pessoa tb pegamos chuva.. sempre assim... aff.. mas os dias de sol foram compensadores.. mas #ficaadica... nada de viajar pro Nordeste em julho galera.. pq SEMPRE chove =/ e se forem.. conformem-se pq vcs foram avisados! rss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia