Comida de avião



Eu tenho uma raiva tão grande quando vejo as pessoas revoltadas com as comidas servidas nos vôos. Acho que essa indignação vem pelas épocas passadas em que avião era coisa de rico, que as pessoas se arrumavam  enlouquecidamente para embarcar. Mas feliz, ou infelizmente, o caso é  passado, bem passado, e hoje o acesso às aeronaves está cada vem mais popular. Em muitos casos sai mais barato do que encarar uma cansativa poltrona numa rodovia.

Quando a viagem é feita num ônibus (geralmente não é servido nada) ninguém sai com tanta indignação quanto eu noto nos trajetos aéreos. Eu entendo que em certos casos, tipo vôos em horários de almoço ou  que demandam muitas horas, é natural esperar por uma refeição “completa”. Algumas das viagens que fiz em casos como esses eu não tenho muito o que me queixar da alimentação. Num vôo pela Gol na volta de Buenos Aires, serviram empanadas argentinas que estavam divinas.

Na verdade acho que o povo corneteia mais as refeições/lanches dessas viagens mais rápidas, ponte aérea... eles servem barrinhas de cereais, amostra grátis de biscoito, amendoim e coisas do tipo. São besteirinhas mesmo, mas não são motivos para tanto ódio e repúdio. Acho que não precisa desse drama todo que muuuita gente faz. Não estou defendendo as companhias aéreas (até porque não como barras de cereais) mas muita gente acha que avião é restaurante, basta levantar a mão e vem a “aeronete” (aeromoça+garçonete) te servir.

Acho que é uma questão de atitude positiva (como dizem na matéria de RH), não deixe o clima e os bons motivos de estar naquele avião serem jogados  pela janela. Se você é como eu e muitas vezes a comida do avião pode ser uma fria, coma antes, leva de casa, sei lá. Agora pára com esse discurso (já insuportável) do pós-vôo. Numa viagem rápida pela Lufthansa na Europa, o “lanchinho” servido foi uma barra de Toblerone, para você ver como as coisas não são tão ruins. Eu achei o máximo e só fiquei brava por uma coisa: tinha gente recusando aquele chocolate sensacional. 

Eu sou muito fã do Marcelo Adnet, então só para variar, vai mais um vídeo dele relacionado ao assunto: para assistir clique aqui.

Comentários

  1. Nossa to contigo é não abro...não gosto de barrinhas de cereais..pra mim aquilo e raspinha de lápis apontado!!! =]

    ResponderExcluir
  2. hahahaha..boa....e eu que achava que era comida de passarinho compactada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia