Oktoberfest - Blumenau 2011 e 2012

Biergarten no setor 3


Antes que ocorra algum mal entendido, aquele post sobre minha recessão bancária era pra valer sim. Todas essas minhas viagens são as causadoras da crise, não pensem que no alto da minha armagura financeira eu estou me dando luxos de viajar por ai. Não é isso. Tudo que está ocorrendo agora já estava “planejado” agora só estou cumprindo tabela.

Olha, se antes eu não estava arrependida de ter feito tantos planos para pouco salário, depois da minha ida a Blumenau, tenho certeza de que fiz a coisa certa. Fui lá conhecer a famosa Oktoberfest brasileira, a maior festa alemã fora da Alemanha. Eu já estava meio alemã esse ano todo, e não pensei duas vezes em aceitar o convite de visita da minha querida amiga que mora em Timbó, cidadezinha do lado.

Não preciso descrever a diversão daquela festa. É uma imersão completa no tradicionalismo tanto nas roupas, comidas, músicas, ambiente...Eu indico mais que sorvete na praia. A festa acontece todos os anos, são 17 dias de alegria que não se fadigam nunca, vai do primeiro ao penúltimo fim de semana de outubro.

A grande maioria vai vestida à caráter, as mulheres de frida e os homens de fritz (coisa mais bonitinha do mundo), é muito bacana, pode ir tranquilo. Sem falar que quem usa os trajes típicos não paga a entrada na Vila Germânica (mesmo a entrada sendo super barata e ainda aceitar carteirinha de estudante). Os choops custam R$ 4,50 e tem vários artesanais e na parte externa tem Brhama. Os meus preferidos foram os da Einsebahn.

Ainda tem a opção de comprar o camarote VIP, eu mega desaconselho mesmo que você seja um viciado em áreas vips. O camarote lá é quase um auto-exílio da festa, bem nada a ver. É muito melhor ficar lá embaixo e se misturar com a alemãozada.

A festa é uma delícia! Tem muita gente bonita, criança, famílias, velhinhos...uma estrutura sensacional, e não vi nenhum princípio que seja de briga, e olha que com aqueles policiais catarinenses, não seria má ideia arrumar uma confusãozinha qualquer. Durante o dia tem os desfiles na rua, mas isso tudo você poderá acompanhar na programação do site oficial.

Os melhores dias para curtir são os de quinta e sexta, os sábados especialmente são muito lotados, muito mesmo. E o fim de semana do feriado do dia 12 de outubro costuma ser o mais tenso em questão de pessoas, de repente é melhor evitar. No sábado anterior ao que fui (fui no final de semana de encerramento) a festa bateu o record de público com 98 mil pessoas. Eu não consigo nem pensar nisso. Para você ter ideia o Rock in Rio reuniu por dia 100 mil pessoas. 

Frida e Fritz's

Ano que vem, prepare-se para ir também. Eu com certeza voltarei. Os hotéis ficam lotados o mês todo, então faça reservas com muita antecedência. As opções de aterrizagem são em: Floripa (umas 2 horas), ou Camboriu (1 hora e pouquíssimo), ou Itajaí (1 hora e pouquíssimo) ou Navegantes (50 e poucos minutos), não sei porque ainda não fizeram um aeroporto em Blumenau.

Tem mais uma dica: muita gente sabe que o sábado é muito lotado e foge para as festinhas top-de-linha na praia de Balneário Camboriú, daí curtem a sexta e o domingo de Oktober. Olha, eu amei essa experiência. Fico pensando como é a festa original lá em Munique, eu faço muita questão de ir lá conhecer. Alguém anima ir comigo? Vamos planejar isso gente!

Alles Gute! Alles Blau! Ein Prosit!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia