Colômbia es realismo mágico



O que dizer de um lugar onde o principal slogan de turismo é "Es realismo mágico"? Pois é, é assim que você começa a montar uma viagem para Colômbia, com esse tipo de incentivo. 

Eu sempre tive uma vontade grande de ir até Cartagena ("O amor nos tempos do Cólera" é meu livro favorito), mas confesso que não conhecia nada, apenas tinha conhecimento de alguns nomes de cidades mas não sabia nada que me fizesse pensar no tal realismo mágico. 

É sempre assim, a gente tem aquele velho preconceitinho, começa a pesquisar e descobre um país incrível e que merece muitos mais dias do que tinham sido planejados. 

A Colômbia é isso, um país com regiões super diferentes umas das outras, de climas completamente variáveis (enquanto faz um frio danado em Bogotá, faz um calor bizarro em Cartagena) e de um povo muito, mas muito, acolhedor. Acho que foi o melhor povo latino com o qual já tive contato (na verdade os peruanos estão no páreo duro). Pessoas adoráveis e apaixonantes. As músicas e ritmos muito contagiantes e divertidos, uma viagem nota mil.

Na minha opinião dá para reservar uns 15 dias (eu fiquei 11) para fazer um roteiro legal, e o melhor é que nem gastamos investimos tanta grana assim.  

Pelo que deu para entender, os principais pontos dos roteiros são: Bogotá, Zipaquirá, Medellín, Santa Marta (não fui porque teria que acrescentar mais dias e porque não sabíamos do seu potencial no planejamento), Cartagena, Barranquilla (não fui porque a pesquisa não apresentou um bom motivo para conhecermos - saber que é a terra da Shakira não foi suficiente) e San Andres

O câmbio vale muito a pena quando trocado lá (não troque no aeroporto ou no Brasil) e não passei por nenhuma situação de perigo por todo tempo da viagem, veja bem, ne-nhu-ma!

Não deixe de comprar uma das típicas bolsas colombianas (depois que vimos a Isabelle Fontana usando uma, entendemos qual o sentido dela na vida), experimente o Antioqueño que é uma aguardente tipo a nossa cachaça (a nossa dá de mil a zero) e que todos bebem nas situações mais variadas - na praia, na balada, etc. Não gostamos muito do gosto e não sentimos nenhum efeito de álcool, mas vai entender...vale a experiência pela diversão.

Resumindo, é uma viagem relativamente barata, para um lugar super perto do Brasil e com opções de entretenimento que valem muito o custo benefício. Indico para todas as pessoas do mundo!

Quer saber mais? Basta clicar AQUI para ler todos os posts desse país maravilhoso. 


Comentários

  1. Oi Aline ! Seu blog é MUITO BOM ! Parabéns ! Como te falei, minha viagem pra Colômbia será copy/paste do seu roteiro, hehehehe !! Chance altíssima de ser uma viagem irada ! Obrigado por compartilhar seus conhecimentos turísticos, que serão de grande ajuda ! ;) bjs.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia