Florença, na Itália



Eu conhecia muito pouco de Florença quando fui para lá, mas coincidentemente hoje na minha aula de mestrado estudamos um livro de Maquiavel, um ilustre florentino e que tem uma estátua merecida no Palazzo Vecchio. Florença (Firenze) é a capital da Toscana, berço do renascimento italiano, patrimônio mundial pela UNESCO, cidade natal do Pinocchio e uma das cidades mais belas do mundo de acordo com a Forbes

Realmente é uma cidade linda e que merece ser explorada a pé. Acho que três dias podem ser suficientes e ainda é ideal incluir um bate e volta (de um turno) para a cidade de Pisa

Me hospedei no Soggiorno Santa Reparata que é um Bed & Breakfast, ou seja, uma penzione, tipo um hostel na casa de uma família italiana. Lá eles tinham um épico quarto com cinco camas e o café da manhã era uma delicinha. A localização era boa e acho que super vale a pena. 

Ande bastante e use ônibus apenas para subir até a Piazzale Michelangelo que fica na parte mais alta da cidade e que oferece uma vista panorâmica daquelas de se perder horas. No fim da tarde, nas escadarias, ainda rola uma musiquinha ao vivo de um artista de rua e muita gente fica sentada curtinho o pôr-do-sol. Não deixe de reparar nos "pés" dos postes de luz. Lá encima, ainda é possível visitar a Chiesa di San Miniato al Monte. 

Na Piazza del Duomo está a Basílica Santa Maria Del Fiore que tem a cúpula mais famosa da cidade, é parada obrigatória tanto durante o dia, quanto a noite. Passamos um dia anoite para jantar, e tinha muita gente concentrada nessa praça batendo papo, socializando, etc. 

Passe também pela Igreja Santa Maria Novella, uma das mais antigas do pedaço e que tem uma "cara" diferente das outras. 

Visite também a Piazza della Signoria que está na parte medieval da cidade, e ali perto ainda está o Palazzo Vecchio. Outro museu que deve ser visitado é o Museo Nazionale del Bargello, considerado um dos melhores do mundo. 

Um dos lugares que mais gostei foi a Ponte Vecchio que foi construída ainda Roma antiga, passou por reconstruções e hoje abriga as lojas mais caras do mundo no ramos de jóias e relógios. As fotos dela com o rio Arno ficam lindas.

O meu lugar favorito, preciso dizer, que é a Galleria dell'Accademia onde estão várias esculturas do gênio Michelangelo, inclusive a obra-prima: David (sim, é o que nós conhecemos por Davi de Golias). Ele é simplesmente a beleza em forma de mármore (tanto que tem sempre muitos alunos de arte estudando suas formas) - numa pedra que tinha sido diversas vezes recusada por outros artistas. Quando eu fui não era permitido tirar fotos, mas agora já é possível. O impossível é ficar menos de trinta minutos hipnotizado pelo gigante David (ele tem 5 metros e pouco). É um ícone do renascimento e até eu que sou leiga fiquei impressionada, dá para ver até as veias impressas por Michelangelo. Genialidade. 

Dica: dá pra comprar miniaturas do David em lojas que ficam mais longe da Galleria, inclusive mais barato. 

Dá para almoçar em locais mais em conta e gostosos ali perto do Palazzo Strozzi. O legal é que, vira e mexe, você acaba caindo numa feirinha interessante (principalmente ali pelas bandas da estação central de trem). 

Não deixe de experimentar em algum restaurante o Spritz, uma bebida laranjada que praticamente todo mundo bebe e é bem refrescante. E a cerveja (birra) Nastro Azzurro.


Florença - Itália    Viagem: 2014 (maio)


´Assista: Sob o sol da Toscana, Beleza roubada, Chá com Mussolinni


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia