Casamento vs Lua de mel






"I love it when we are cruisin together..." 

Esse post surgiu de uma conversa informal (como se houvesse conversa formal entre a gente) entre eu e minha queridíssima amiga Núbia "Blue Eyes" que tanto participa desse blog, quanto dá pitaco na minha vida. Pedi pra que ela escrevesse sobre essa história de casamento, vida nova e tudo mais, principalmente focando na parte da lua de mel (que é a maior condenada nessa hora). 

Ela, como sempre, cumpriu sua missão entre uma degustação de doces aqui, uma prova de vestido ali, e deu a perspectiva de um casamento onde a lua de mel é o mais importante. Afinal de contas, pra quê mesa? Ninguém fica em mesa na festa mesmo...

"Viajar sempre foi um dos meus maiores prazeres e desde de que adquiri independência financeira isso se tornou uma das minhas prioridades na vida. Quando eu era mais jovem, não conseguia entender como as minhas amigas de 15 anos preferiam fazer uma festa de uma noite ao invés de passar uma semana com o Mickey e sua turma. E quando crescemos, enquanto todas sonhavam em entrar na igreja vestida de branco, meus pensamentos estavam um pouco além disso... na lua de mel!

O noivo sempre soube do meu lado viajante, mas acho que até ele acabou surpreso com minha resposta na hora do importante pedido: 

Noivo: Então, você quer casar comigo? 
Noiva: Ok! Mas com uma condição: a lua de mel será na Itália. 

Assim que começamos a pesquisar referências sobre como planejar um casamento, 100% dos especialistas diziam: DEFINA PRIORIDADES! Como eu disse, viajar é uma prioridade na minha vida, no casamento não seria diferente. Assim, definimos a nossa prioridade: a lua de mel; e a partir daí tudo começou a ser planejado em torno dela. 

E a data do casamento? Primeiro a gente vê qual a melhor época para conhecer a Itália e depois marcamos a data. Vai ter festa? Depende, se sobrar dinheiro da viagem fazemos uma festa. 

Se você não é milionário e está passando, ou já passou, por essa fase "casamentícia" na vida sabe que: ou você planta uma árvore de dinheiro no quintal, ou cada passo tem que ser planejado (e calculado) com muito cuidado para não acabar começando a vida a dois soterrados em dividas. 

A verdade é que com todo o gasto que uma cerimônia/festa de casamento requer, a maioria das pessoas acaba deixando a viagem por último e sobra pouco para investir nesse item do nosso infinito check list. A minha dica para que o destino da viagem mais romântica da sua vida não acabe sendo Caldas Novas é ter um bom planejamento financeiro. 

Ok, falar de dinheiro não é romântico, mas é extremamente necessário que você e seu noivo(a) falem abertamente sobre isso para que o casamento (festa, viagem e vida a dois) dê certo. Para quem tá começando, vale a pena ir na contra-mão da lógica casamentícia. Em vez de decidir para onde irá com o dinheiro que sobrar, pesquise o lugar dos seus sonhos e a partir daí se planeje reservando a verba necessária. Claro que você não precisa ser a louca do passaporte e gastar 1/3 do seu orçamento na viagem (tipo euzinha), mas vamos combinar que esse é um ponto que merece atenção especial, certo? 

Para quem já tá com a corda no pescoço e não faz ideia de como conseguir uma viagem digna com pouca grana, este blog tem várias dicas legais de como fazer uma viagem econômica. Uma boa opção também é diminuir a quantidade de dias na viagem e investir em lugares que estão em baixa temporada." 

Noivíssima do ano Núbia Blue Eyes 

Mais sobre o tema: 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia