Balada em Berlim, na Alemanha

Da mesma forma que iniciei o post sobre Berlim, repito aqui: foi muita emoção pisar na capital da Alemanha por tudo que ela nos representa. Confesso que a obscuridade de pousar em Berlim sem saber o que encontrar e rodeada do "preconceito branco" sobre o seu passado, não abriu lacunas para pensar muito nas atividades noturnas da viagem. Na verdade foi pensado, fiz uma pesquisa básica ali pelo papai Google, pela Lonely Planet...e foi ai que a coisa ficou séria, muito séria.

Já me empolguei com a noite sem nem ter saído do Brasil. Pudera, uma das noites mais bombantes do mundo é a de Berlim. Tem para todos os gostos, e quando digo isso, acredite. Opções não faltam e o nosso problema se transformou em como escolher os destinos. Problema recorrente em várias cidades, ou seja, tirinho no escuro. 

Minha imagem "truncada" de Berlim foi se desfalecendo depois de ver que a eleita Melhor Club do Mundo (em votação no site Resident Advisor) era de lá, a Panorama Bar/Berghain. É simplesmente uma balada feita numa usina elétrica desativada. Com todo esse "filme" ela, por outro lado, é conhecida como a maior vilã do face control, se reserva ao direito de barrar pessoas sem o mínimo de critério possível. A fila é bem extensa, faça calor ou temperaturas negativas, e a vibe bem sinistra. O segurança com poder nas mãos é assustador, digno de filmes do próprio holocausto. Não entramos, e continuo tendo muita vontade de entrar lá dentro. 

Peguei Berlim no fim do inverno (inverno propriamente dito para nós brasileiros) e sair anoite era tenso. Enfim, ative o modo "Liga da Justiça" e vá desbravar a anote alemã. Se o frio estiver muito pesado, use os Mercedes, digo, táxis, a maioria dos clubs se concentram no centro da cidade ali pelos arredores das Alexander Platz e afins. 

Não se decepcione com o Face Control, foi barrado? Pegue o táxi e vá tentar a alegria na próxima fila. Não fique triste, em Berlim nem sempre as pessoas são barradas por conta da beleza (ou escassez dela), não tem critério, pode ser por causa da sua gola mau passada, pela cor do seu sapato, pelo tamanho do seu brinco...ou porque você não "combina" com a proposta da boate. 

Não me lembro dos preços mas acho que são preços justos, nada exorbitante quanto Ibiza nem nas entradas, nem nas bebidas.

Se estiver em Berlim procure pela Week End, que fica ali pela Alexander Platz, no alto de um prédio. Certifique-se de descobrir precisamente onde ela está, pois nós rodamos, rodamos, rodamos e infelizmente não conseguimos achar essa club.

Watergate X (Falckensteinstraße, 49)
http://www.water-gate.de/

Watergate
A Watergarte também é nome presente nas várias listas de eleição de Melhores Baladas do mundo. E é bem legal mesmo. Rola uma filinha básica na frente e o temido face control também. Conheci uns brasileiros que foram barrados porque um deles, de acordo com o segurança, estava arrumado demais. E olha que ele me disse que estava usando uma calça jeans, uma pólo e um sapato (?). Não é muito grande mais o clima do local é muito contagiante, as paredes são inteiras de vidro dando uma mega visão privilegiada do rio Spree, sim, fica nas margens do rio. No segundo andar a balada pega fogo com DJ's sensacionais e pessoas dispostas a curtir a vida ao máximo. Eu me diverti horrores, vale muito a pena. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia