O mais chato de viajar é...


Esse é um post bem diferente de tudo que já escrevi (com aquele meu positivismo característico), mas é que não podemos fugir dos fatos uma vez que uma viagem, como tudo na vida, tem lados positivos e negativos. E dessa vez vamos focar nos negativos. Pode ser até um bom exercício de reflexão para que possamos evitá-los ou não nos surpreendamos com eles (sim, porque alguns são inevitáveis) no futuro. 


Viajar com gente chata
Não preciso escrever muita coisa aqui, mas pessoas chatas em viagens tendem a ser tornarem insuportáveis até quando respiram. O que provavelmente acontecerá é o risco iminente de você se jogar da primeira ponte que cruzar pelo caminho (e sem o elástico do bungee-jump). O que tem de pior além de: Casais que vivem brigando? Pessoas que não topam nada e acham tudo ruim? Gente que não bebe cerveja?

Gente com mente fechada
Tenho pavor dessas pessoas, imagina viajando comigo...Não que eu seja a Miss Vida Loka do universo, mas gente com mente fechada é como se fosse uma pedra amarrada no seu tornozelo, além de prejudicar a própria vida ainda vem infectar a saúde mental e física dos outros. Gente com mente fechada deveria ficar fechada num quartinho qualquer. Tá no inferno, abraça o diabo!

Crianças no vôo
Esse é um Top 5 da minha lista, não tem chateação maior no ouvido de qualquer bom samaritano que um iluminado chorando, brincando, comendo, gritando, chutando, correndo, sorrindo e/ou dormindo no avião. Já disse que amo crianças mas preciso ser muito sincera em repetir que ainda bem que aquelas janelas não abrem! Meu sonho de consumo é...leia aqui.

Gente barraqueira
Taí uma coisa que também é muito constrangedora, estar com uma pessoa barraqueira é queimar seu filme mesmo se você não estiver envolvido na confusão. É um desgaste desnecessário da imagem e corre-se o grande risco de comer algo sabotado da cozinha do restaurante (brigar com o garçom, com o funcionário da cia aérea, com o taxista e afins não é uma boa atitude). 

Arrumar e desfazer a mala
Eu acho meio esquisita a ideia de pensar que tem pessoas que amam fazer essas atividades. Eu mesma não tenho muita paciência, na verdade nenhuma. Infelizmente é algo imprescindível - pelo o menos a parte de fazer as malas, já a parte de desfazer....não é tão imprescindível assim (meu quarto e minha mãe que o digam). 

Ter que comprar coisas que deveriam estar na sua mala
Acidentes acontecem e vez ou outra uma coisa não vai na mala e você tem que gastar seu rico dinheiro comprando ela. É meio chato, mas fazer o quê? Como eu consigo esquecer coisas básicas tipo escova de dente, case de lentes de contato, minha cabeça...?

Desconvidar alguém para uma viagem
Nossa, essa realmente é uma coisa tri-chata. Eu pessoalmente não sei como desfazer o trato, o ideal é ser verdadeiro e expor os reais motivos quando eles são de força maior, claro. Se o problema estiver diretamente relacionado com o cidadão convidado, significa que o bicho pegou para você. Provavelmente será um amigo a menos no Facebook, mas o importante é que você NÃO viaje com ela (dos males o menor!).

Ser roubado ou perder dinheiro
Chato mesmo, e nem precisa de discussão. O negócio é tentar não tornar o fato um atenuante e ferrar o passeio de vez por conta disso. Tem que deixar ir...(let it go!).

Mala extraviada 
Graças ao bom Deus isso nunca aconteceu comigo. Na verdade é um dos meus maiores pavores na hora de viajar. Deve ser uma pedra no sapato não ter nada lá no seu destino, sem falar na parte em que você fica sem todos os seus preciosos pertences (de valor estimado) se a mala não for encontrada. 

Pessoas que precisam ir ao banco toda hora
Ah nem, ir o tempo todo no banco? Ah nem! Além de poder ser perigoso é uma perda de tempo injusta com os companheiros de viagem. Quanto mais resolvido você for, melhor. Esse lance de ficar se enchendo de compromissos é muito chato até porque as viagens são feitas para os não-compromissos, certo?

Desconforto no trajeto
Adoro viajar mas sofro tanto nos aviões da vida...sou pobre e não viajo na primeira classe então o desconforto sempre aparece nas minhas pernas, coluna, cabelos...fazer o que? Sei lá, talvez um pilates (antes) e fisioterapia (depois). 

Climão no meio da viagem
Ter uma briga com o companheiro de viagem é tenso. É bom largar o orgulho de lado e resolver logo as coisas em prol da viagem em si, quanto mais rápido for resolvido, melhor. Andar emburrado é um saco (minhas experiências com minha família sempre me mostraram isso).

Gente murrinha
Cada um sabe até onde pode ir com suas finanças mas tem umas economias que não fazem sentido nenhum e só causam estresse. Coisa chata: pessoas que querem comer da sua comida e economizar no prato delas, que querem dividir refrigerante refil em restaurantes que não são fast-food ou não estão em praças de alimentação, que ficam convertendo a moeda para reais e ficam fazendo milhões de contas, que querem economizar no táxi e ir do pior jeito possível e assim por diante.

Cansaço corporal
Não tem o que fazer, mas que é chato é! Ficar com tudo doendo e calos até no sangue, não é do bem não minha gente. 

Pessoas que não obedecem ao horário
Me irrita, isso me irrita. Se foi combinado um plano é tão bom seguir o raio do plano. Eu acho até falta de respeito com as pessoas que estão junto. Não que eu seja a "Bernardinha" do roteiro mas uma vez estipulado um horário (democraticamente), o mínimo que se preze é que todos os respeitem. 

Roupa errada no avião
É preciso tomar cuidado com a roupa que você escolhe para engatar numa viagem de avião, carro ou seja lá como for. Cuidado para não passar frio, para ser apertado pela calça jeans ou pela blusa colada, cuidado com o sutien, com o sapato...eu até evito o rabo de cavalo porque não consigo encostar a cabeça direito no banco. 

Viciados em tecnologia
Não há nada melhor que embarcar numa viagem e esquecer da vida, das horas e dos problemas. Nos tempos de hoje, é tão bom se isolar do mundo quando estiver andando por ele. Também é falta de educação ignorar as pessoas dessa maneira.

Pessoas sabotadoras
Isso é chato mesmo, pessoas sabotadoras de programas para fazer com que todos acabem fazendo a sua vontade. O pior é que elas existem mesmo, tem que ficar de olho...kkkk!

Tempo aeroporto
Tem coisa mais chata do que esperar aquela conexão de mil anos? Ter que ficar olhando o desespero daquelas pessoas que correm para a fila de embarque é um dedo no olho bem dado.

Implicam com minha mala
Poxa o que é que tem se minha mala parece um contêiner? Ter que ficar explicando o que estou levando, abrindo para polícia ou se desculpando por você [e sua mala] existirem para o taxista é um tanto quanto chato. Fora aquela hora do check-in quando a formosa atendente pede para colocar a mala na balança e informa que o peso foi excedido. Lá vai você começar um remanejamento de objetos ali com a fila inteira de plateia.


Só eu percebi que, majoritariamente, todos os itens estão relacionados com a interação interpessoal? Ou seja, tudo que envolve gente é mais complexo e exige um malabarismo radical para não "desandar". Mais um reforço para a ideia de que escolher a pessoa certa é a fase mais importante da sua viagem.


Leia mais sobre isso...

Vamos viajar?
Viagem com os amigos. Alguma dúvida?
6 Coisas que aprendemos em viagens em grupo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia