Carnaval no Rio de Janeiro 2013


Nesse carnaval, deu Rio!

Não tem discussão: carnaval = Brasil = Rio de Janeiro. Engraçado como nem todos nós brasileiros já passamos por essa experiência tão falada e conhecida por todo universo sideral. E olha que ainda tem gente que nunca foi ao Rio. Eu mesma só conheci tão falado "carnaval do Brasil" vinte e seis anos após o meu nascimento, mais claramente, esse ano (2013). E posso dizer que foi uma ótima experiência pular meu carnaval com aquele tanto de gente abarrotando a cidade. 

Acho que o carnaval carioca pode ser dividido em duas vertentes: 
          1. O sambódromo e o desfile das escolas de samba;
          2. Os bloquinhos de rua.

1. O Sambódromo e o desfile das escolas de samba

Marquês de Sapucaí e a praça da Apoteose

Polêmicas de lavagem de dinheiro à parte, com certeza a menina dos olhos do carnaval é a grande produção do desfile das escolas de samba. Na sexta e no sábado é feito o desfile das escolas do Grupo de Acesso, e no domingo e na segunda de carnaval é o grande desfile do Grupo Especial. Geralmente, a primeira escola entra às 21 e a última às 02:25 levando o espetáculo até a manhã do dia seguinte. É aquele show de alto nível que impressiona a todos, até seu pai que assiste aos desfiles fielmente na TV há muitos anos. 

O ideal é comprar ingressos antecipados (pois esgotam) para arquibancadas, cadeiras numeradas, frisas, camarotes. Para você ter uma ideia já é possível fazer reservas de ingressos para o carnaval do ano que vem pela internet. Os valores estão variando de R$ 158 (arquibancada) a R$ 4.958 (camarote especial) o dia. 

É o circuito "gringo" do feriado, mas que todos que já foram dizem valer muitíssimo a pena. Principalmente se for num esquema camarote onde é "open tudo", nessa hora é bom ter amigos influentes porque os preços são um tanto quanto astronômicos demais para pessoas em sã consciência. Como dessa vez não conseguimos usar de influências, infelizmente não fomos nenhum dia até a Sapucaí. 

2. Os bloquinhos de rua


Paralelamente aos agitos da Sapucaí, estão espalhados por trocentos pontos da cidade os famosos bloquinhos de rua do Rio. Na verdade, essa parte foi a que mais atraiu meus amigos e eu. Pois além de serem bem democráticos (existem milhares com diferentes características), são de graça pelas ruas. Todo ano são lançados aplicativos para celular nos quais é possível saber toda programação filtrando por dia, bairro, expectativa de público e blocos. 

É um barato se divertir pelos bloquinhos, muita gente fantasiada (não deixe de levar várias fantasias ou adereços) sob um solão bem brasileiro num clima de festa e alegria. Saem blocos desde o dia 12 de janeiro indo até o dia 17 de fevereiro, nos mais diversos horários ao longo do dia tipo 6h da manhã e 22h da noite. 

A dica é usar o metrô e os ônibus (mesmo estando cheios é uma opção para se livrar dos engarrafamentos), use táxi checando se para o lado que você vai não está tendo algum bloco famoso pois o trânsito estará parado. Tome cuidado com os bolsos, carteiras e celular. Os preços das diárias nessa época sobem muito, então reserve hotéis ou alugue apartamento com antecedência. Não preciso falar das passagens, normalmente é possível viajar de Brasília ao Rio por uns R$ 200, nessa época vi preços de R$ 900 um mês antes. 

Alguns bloquinhos famosos: Cordão da Bola Preta, Mulheres de Chico, Carmelitas, Sargento Pimenta, Azeitona sem caroço, Bangalafumenga, Céu na Terra, Banda de Ipanema, Simpatia é quase amor, Suvaco do Cristo, Cordão do Boitatá, Bloco da Preta e Monobloco. E sabe o que é mais animador ainda? Se cansar, é só se jogar no mar!

Ainda é possível se divertir nas baladas e festas que rolam anoite pela cidade. Compre todos os ingressos antecipadamente pois na hora os preços entram na casa do "absurdo". Neste ano, 2013, rolou festas iradas como o Baile de Carnaval do Sapuca no Monte Líbano, os shows no Terreirão do Samba, o Rio Music Conference na Marina da Glória, a festa à fantasia Mardi Gras no Morro da Urca, as festas na Fundição Progresso na Lapa, entre outras. Fora a opção de ir ao diversos barzinhos sensacionais do Rio. Opção não falta!

Imperdível o carnaval do Rio, não pense duas vezes. Vá tranquilo pois não haverá arrependimentos...essa dica é por minha conta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia