Carnaval em Diamantina/MG

Palco principal na Praça do Mercado

Nesse ano de 2012 as coisas foram muito diferentes do ano passado, no carnaval fomos parar na Alemanha, dessa vez curtimos um dos mais conhecidos do Brasil: de Diamantina, no interior de Minas Gerais.

Dentro da minha cabeça existem alguns destinos de carnaval que são experiências obrigatórias na vida de qualquer pessoa: Salvador, Rio de Janeiro, Olinda, Ouro Preto e Diamantina. Também acho que o de Colônia na Alemanha deva ser super bacana, mas não vou forçar essa barra. Brasil é Brasil, incomparável.

Bom, Diamantina além das paisagens sensacionais da natureza é aquela típica cidade histórica de Minas, com as ruas de pedras e as várias ladeiras. O clima por si só é uma delícia. Geralmente na época do carnaval a previsão é de chuva, mas como todo fenômeno da natureza, pode surpreender e não chover dia nenhum, como nesse ano.

O esquema é aquele...repúblicas, carnaval de rua e milhões de pessoas. As pousadas e hotéis acabam ficando inviáveis de tão caros e, se você também não é fã da ideia de dividir uma república com trinta mil bêbados e correr o risco de ter seus bens e até colchão surrupiados, existem outras opções como o aluguel de casas e até se hospedar na Casa das Irmãs. No nosso caso, ficamos sem hesitar nos aposentos das freiras de Diamantina. Freiras essas super gentis e simpáticas e muito mais do que acostumadas com a freneticidade carnavalesca. Funciona como um hotel, sem muito luxo, mas é perfeito para a ocasião. Não existe horário para entrar ou sair, e a única regra mais contundente é a proibição do consumo de bebidas alcoólicas nas dependências da casa. Nada mais justo, certo? Também foi bacana sermos abençoados todas as vezes que saíamos para a folia.

Como o carnaval é de rua, não é preciso desembolsar nenhum trocado para cair no agito. No perímetro da festa é proibido adentrar portando garrafas de vidro e existe uma programação com atividades acontecendo praticamente 24h por dia. Na Praça do Mercado, está montado o palco principal que tem como atração as bandas Batcaverna e Bartucada. Incríveis! Além disso em outras ruas próximas tem os palcos da Quitanda do Samba (um dos meus prediletos), o MPBeco (muito bom) e o Bar do Titi (com um palco tocando música eletrônica e funk). Ou seja, é muito democrático, tem pra todos os gostos e vontades.

A cidade fica abarrotada de gente e todos os lugares ficam cheios, mas não vi nenhum princípio de briga ou confusão durante todos os dias. As fantasias são as mais engraçadas e o astral das pessoas o melhor. Eu não preciso nem pensar para dizer que super indico Dimantina como destino de carnaval a todas as pessoas possíveis, comprometidas ou solteiras. É só hibernar uma semana antes da viagem e chegar lá com a bateria oficial, e mais umas duas extras, bem abastecidas...ah e não esquece de levar seu chinelinho de dedo.

Pra quem sair de Brasília, procure a equipe de excursão Tarja Preta.



Comentários

  1. Yeah!

    "Diamondina" é mucho loco msm!! Dizem que é o terceiro melhor carnaval do Brasil - dps de Salvador e Olinda! Shoooow!

    Bjs,
    Igor

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia