quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Férias: com cruzeiro ou sem cruzeiro?


A história toda começa quando a vontade de conhecer a Grécia era grande mas os quesitos financeiros não estavam favorecendo (aqui lê-se “as passagens aéreas”). Se fosse pra fazer essa viagem no meu estilo tradicional (rodando e quicando pela Grécia) seguramente o valor final de todo investimento seria por volta dos R$ 12 ou R$ 13 mil contos de réis. Eu até pagaria esse valor, mas para ir mais longe. Enfim, depois de dezenas de pesquisas, tivemos a brilhante ideia de ver a rota dos cruzeiros e bingo! A Royal Caribbean tava lá invadindo as águas europeias.

Fechando o pacote do cruzeiro, as despesas de hospedagem, deslocamento e alimentação estavam garantidos dentro de um valor bem razoável. Essa foi a solução encontrada para não ter que cancelar as férias do ano ou ter que empenhar um rim. 

O cruzeiro saiu de Roma e foi até as ilhas gregas, confesso que fiquei um pouco receosa de como seria o rendimento da viagem no que diz respeito às visitas nas cidades onde iríamos parar. 

Obviamente, uma parada de cruzeiro limita muito a sua estada em qualquer lugar que seja e, é a partir daí, que você precisa entender que a viagem vai seguir um ritmo próprio (e não o do seu planejamento mirabolante) de acordo com as "vontades" do navio. Isso é ruim? A resposta é sim e não. 

Para que a experiência não seja ruim ou frustrada é importante embarcar na viagem sabendo que o maior atrativo dela é o navio em si (junto com todas as suas várias atrações), e que as paradas e cidades serão todas uma espécie de bônus. Dá pra aproveitar os 2? Sim, e muito. 

Eu sonhava todos os dias comigo ficando pra trás a cada partida do navio de um porto. Fato, eu ia ficar pra trás. Mas por incrível que pareça não fiquei, na verdade, estive muito longe disso. As paradas são aquela correria? Sim, em alguns lugares sim, mas em outros é muito tranquilo, então a dica é fazer um planejamento mínimo para cada parada e já desembarcar com um plano A e B em mente. Planejando tudo direitinho, o tempo acaba rendendo e dá pra conhecer/fazer bastante coisa nas cidades. 

Resumindo, eu amei a experiência e indico a todos que estão na dúvida, lembrando que é preciso estar certo de que o personagem principal da viagem será o cruzeiro e suas atrações. Levando as coisas assim, a viagem vai ser maravilhosa porque o navio, seja ele de que tamanho for, é muito divertido, desde a comida, até as atrações, festas e etc. 

A dica do post é a mesma de sempre: PLANEJAMENTO mínimo, mais do que nunca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como escolher seu hotel em Las Vegas

Sempre ouvi dizer que a hospedagem em Las Vegas é um item muito fácil de resolver, porque são muitas opções e, portanto, acaba sendo ...