Saco de malas!

Minha mala


Hoje fiquei com vontade de escrever sobre malas, de novo. Sim, de novo. Parece que esse assunto nunca tem fim. Eu adoro viajar mas duas coisas, disparado, me matam de preguiça, desapego e falta de paciência: arrumar e desarrumar as malas.

Quando eu penso nessa parte, dá vontade de desistir de sair de casa, e levando em consideração que eu jamais faria isso e ainda mais por um motivo  desses tão supérfulo, tenho que me jogar mesmo na produção das mesmas. Antes eu escolhia a mala da vez e uma semana antes do embarque ela ficava aberta no meu quarto pra que eu fosse lembrando de coisas importantes e arremessando pra dentro dela. Hoje, eu faço a mala de qualquer jeito na noite anterior da viagem.

Ah eu sei que tá errado, mas é que não tenho paciência mesmo. Uma vez, uma amiga teve que ir até minha casa arrumar a minha mala que não estava cabendo o “necessário”. Graças a Deus ela acatou a missão com muita seriedade e além de eliminar itens invasores de malas, com todo jeitinho e paciência me deu uma mala super organizada e cheia de espaços para emergências.

Eu tenho um pouco de problema em levar coisas que relamente usarei, sempre vai e volta coisa que foi só pra ocupar espaço. Às vezes esqueço coisas meio úteis tipo escova de dente, shampoo, creme de pele, uma bolsa...às vezes coloco essas coisas líquidas no lugar errado e no aeroporto tenho que jogar fora. Às vezes chego no destino abro minha mala e não gosto de nada que levei. Fico triste.

Na volta, depois de alguns precedentes, na minha última viagem levei um susto quando voltei do trabalho e minha mala estava completamente desfeita e com todos os encaminhamentos dados (tipo roupa suja no cesto de roupa suja). Minha mãe, querida mãe, tratou de resolver essa pendência com as próprias mãos. Me senti meio mal, confesso. Tanto ela, quanto eu, sabíamos que aquela mala ficaria rolando ali pelo quarto umas 4 semanas, até de repente emendar na próxima viagem. Quem estou querendo enganar? Era justamente o que ia acontecer, líquido e certo.

Bom, hoje tenho uma mala para fazer, de final de semana. Teoricamente, super tranquila e fácil. Teoricamente. Eu queria muito ter a opção de apertar um botão e meu guarda-roupa ejetar uma mala prontinha em alguns minutos, para ter essa tecnologia toda, eu esperaria até algumas horas sem problema algum. 

Meu sonho de mala


Comentários

  1. Cabeçona, só o fim de semana no Rio para assistir o show do Pearl Jam =D

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Zoo Luján de Buenos Aires: a pior coisa para se fazer na vida

Balada em Punta del Este, no Uruguai

Balada em Cartagena de Índias, na Colômbia